O que gostarias de pesquisar?

GOLFINHOS NO TEJO

© Nuno Barros / ANP|WWF
A INICIATIVA

Em 2021, no Dia Mundial dos Oceanos, a ANP|WWF lançou uma nova iniciativa: Golfinhos no Tejo.


Juntamente com vários parceiros, como a Carlsberg, e com o financiamento impulsionador da Fundação Oceano Azul, a iniciativa Golfinhos no Tejo divide-se em três eixos de ação - ciência, governança e comunicação - e visa por um lado perceber como as alterações ambientais do Estuário do Tejo ao longo das últimas décadas podem influenciar a presença de espécies marinhas icónicas, como os golfinhos, e por outro, propor um conjunto de recomendações que melhorem a gestão ambiental do estuário do Tejo, valorizando a presença destas espécies como indicador do bom estado ambiental deste Estuário e aproximando os cidadãos à conservação marinha e à necessidade de protecção do seu património natural.

probablybetternow movement created by Carlsberg
#PROBABLYBETTERNOW

#ProbablyBetterNow é o movimento da Carlsberg que, em parceria com a ANP|WWF, também quer chamar a atenção para a importância do Estuário do Tejo e da sua biodiversidade.

 

Qualquer pessoa pode aceder à plataforma digital associada ao movimento e descobrir todas as notícias, eventos e até um jogo que permite a qualquer pessoa - viva longe ou perto do mar - ajudar a “limpar” o oceano.

 

Até 2022, a Carlsberg e a ANP|WWF unem esforços para desafiar todos a terem um papel ativo na preservação da biodiversidade marinha e melhorar a consciencialização ambiental para a importância das zonas costeiras, nomeadamente os estuários, na produtividade e saúde do Oceano. Assim, através de uma análise holística e multidisciplinar às diferentes pressões e os seus impactos no Estuário do Tejo podemos traçar o caminho para um estuário mais saudável para a Natureza e para as pessoas, contando ainda com uma componente de educação e sensibilização ambiental.

RELATÓRIO COMPLETO

© ANP|WWF
OBSERVATÓRIO GOLFINHOS NO TEJO

Em março de 2022, lançámos o Observatório Golfinhos no Tejo, o primeiro programa de monitorização a partir de terra sobre a ocorrência de cetáceos no Estuário do Tejo. Este projeto, pioneiro em Portugal, resulta de uma parceria entre a ANP|WWF e o MARE – ISPA (Centro de Ciências do Mar e do Ambiente do Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida), tendo por objetivo perceber padrões espaciais, sazonais e de comportamento de utilização do estuário por parte destes animais.

 

O Observatório Golfinhos no Tejo, acolhido pela Administração do Porto de Lisboa S.A., está instalado no Centro de Coordenação e Controlo de Tráfego Marítimo e Segurança do Porto de Lisboa (Torre VTS), em Algés – local privilegiado para detetar os golfinhos que visitam o estuário –, e conta com uma equipa de investigadores e voluntários treinados na observação marinha de cetáceos e no registo científico. Este Observatório foi criado no âmbito do projeto científico CETASEE, liderado pelo MARE-ISPA e em parceria com o MARE-FCUL (Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa), contando, durante o período de vigência do projeto, com uma componente de acústica passiva e censos marinhos a partir de barco. 

 

Agradecemos às pessoas voluntárias que têm colaborado neste projeto e sem as quais não seria possível a sua concretização:

 

Ana Rita Rodrigues, André Santos, Antía Bouza, Beatriz da Silva, Cláudia Brandão, Daniel Nunes, Desirée Fernandez, Diana Almeida, Erica Cruz, Gisela Costa, Inês Costeira, Inês de Azevedo, Inês Rocha, Iolanda Silva, Joana Revés, João de Albuquerque, José Miguel Lucas, Luana Rodrigues, Margarida Monteiro, Mariana Mateus, Mariana Nunes, Mariana Pinto, Mariana Veloso, Marta Lopes, Miriam Rodrigues, Nádia Jesus, Patrícia Carvalho, Pedro Brandão, Raúl de Oliveira, Rita Marques, Rita Trabulo, Sara, Margarida, Sara Silva, Victor Gimenez.


Tens interesse em contribuir voluntariamente para esta iniciativa?  Inscreve-te no programa de voluntariado do Observatório Golfinhos no Tejo. Ao participares terás a oportunidade de saber mais sobre cetáceos e metodologias de observação marinha e fazer parte deste projeto pioneiro em Portugal!

INSCREVE-TE AQUI

© Eduardo Gonçalves
UMA EXPERIÊNCIA IMERSIVA

O street artist e embaixador da ANP|WWF, Edis One também se juntou a esta causa com a criação de um mural interativo integrado no movimento #probablybetternow.

A obra de arte fica numa empena virada para a Biblioteca de Alcântara e inclui um QR Code que dá vida à pintura, tornando a experiência ainda mais imersiva e interativa. Convidamos-te a passar por lá!

Descobre mais aqui
 probably better now