CO-PESCA | WWF

What would you like to search for?

O projeto CoPesca teve início em 2014 e debruça-se sobre a cogestão da Pesca no eixo Peniche-Nazaré. O financiamento inicial partiu da União Europeia e do Governo de Portugal através do PROMAR, com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian.

A Fundação Oceano Azul/Oceanário de Lisboa financiou uma fase preparatória deste projeto, em que se analisou o enquadramento legal do Comité de Cogestão em Portugal, bem como uma visita de campo exploratória do Comité à Galiza. A fase 2 teve início em setembro de 2017, financiada pelo Mar 2020 e liderada pelo IPL de Leiria (ESTMP).

Numa primeira fase, o projeto teve como objetivo identificar as atividades pesqueiras (pescarias) com maior potencial para uma gestão partilhada entre diferentes intervenientes, entre os quais os pescadores, Governo, ONGs e cientistas, responsabilizando cada um pela tomada de decisão e implementação de ações.

De 11 casos de estudos iniciais, foram selecionados 6 para discussão numa reunião com stakeholders, na qual se identificaram a Apanha de Bivalves da Lagoa de Óbidos e a Apanha de Percebes da Reserva Natural das Berlengas como os melhores candidatos para o projeto. Este último acabou por passar a segunda fase, que leva adiante o processo de cogestão para a apanha de percebes nas Berlengas.

O trabalho da ANP|WWF foi avaliado por uma entidade independente, a GfK Metris, que realizou um estudo sobre a forma como os stakeholders envolvidos avaliaram o trabalho da ANP|WWF na região e o seu interesse em participar ativamente num processo de cogestão. Veja os resultados deste estudo aqui: (link para Relatório)