O que gostarias de pesquisar?

REMOÇÃO DE BARREIRAS FLUVIAIS

© Diogo Branco

Ao longo do último século, assistimos em Portugal a um crescendo de instalação de barreiras fluviais nos nossos rios. Desde muito antes que foram sendo instalados pequenos açudes, diques e represas, sobretudo para retenção e desvio da água para abastecimento das populações e rega das culturas agrícolas, mas nos últimos cem anos a construção dessas barreiras disparou, progressivamente com barragens de cada vez maior dimensão.

Todas estas infraestruturas têm um impacto muito negativo na conectividade ecológica dos ecossistemas ribeirinhos, e contribuíram decisivamente para o enorme declínio da sua biodiversidade (-83% desde 1970 a nível mundial).

© Rivers Unlocked

o nosso trabalho

A ANP|WWF, alinhada com a rede europeia da WWF e com a Iniciativa Living European Rivers, está a promover uma campanha de sensibilização - Rivers Unlocked - e a iniciar a identificação e estudo de barreiras fluviais obsoletas em Portugal que, não servindo já para o uso a que se destinavam, possam ser removidas e assim restabelecer a conectividade entre espécies de flora e fauna ribeirinhas, e melhorar os serviços prestados a todos por estes valiosos ecossistemas.

Clica no botão para explorares o relatório europeu (em inglês) publicado em abril 2021, que mostra como 50.000km de rios europeus podem ser libertados graças à remoção seletiva de barreiras fluviais obsoletas.