PANDEMIAS E DESTRUIÇÃO DA NATUREZA | WWF

What would you like to search for?

PANDEMIAS E DESTRUIÇÃO DA NATUREZA

© WWF

Embora ainda exista muito debate científico, está provado que a alteração do equilíbrio dos sistemas naturais por destruição direta de habitats, perda de biodiversidade, tráfico de espécies, intensificação agrícola e pecuária e os efeitos amplificadores das mudanças climáticas aumentam significativamente o risco de surgimento de doenças infecciosas transmissíveis ao homem. A solução é parar a extinção, manter a integridade dos ecossistemas, reduzir nossa pegada ecológica, combater as mudanças climáticas e assumir que nossa saúde depende da saúde do planeta.
 
No contexto atual da crise global de saúde causada pelo coronavírus, a prioridade tem sido travar a propagação do vírus e lutar com todos os meios possíveis para salvar todas as vidas humanas. Na ANP|WWF, estamos solidários com todas as famílias vítimas da doença e manifestamos o nosso apoio nestes tempos difíceis. 

Mas importa lembrar que esta crise está diretamente ligada à destruição do planeta e que, após a emergência de saúde, será necessário repensar a prevenção e o combate a futuras pandemias.

As zoonoses são doenças causadas por patógenos provenientes de espécies animais. 70% das doenças humanas têm origem zoonótica. Por outras palavras, estas doenças são produzidas por microorganismos patogénicos que são transmitidos ao homem através de uma espécie animal, seja doméstica, criada ou selvagem.

Vírus e bactérias sempre viveram connosco. Em habitats bem preservados, com grande diversidade de espécies que vivem em equilíbrio, os vírus são distribuídos entre as diferentes espécies e estão afastados dos seres humanos, não os afetando. Mas quando a natureza é alterada ou destruída, os ecossistemas naturais são enfraquecidos e a propagação de patogéneos é facilitada, aumentando o risco de contato e transmissão para o homem, com os consequentes efeitos negativos sobre a nossa saúde.

    COMO A DESTRUIÇÃO DA NATUREZA POTENCIA AS PANDEMIAS:

  - A destruição das florestas devido à exploração madeireira, mineração, construção de estradas e aumento da população tem como consequência o desaparecimento de espécies e aumenta o contato direto  com animais selvagens.

  - O tráfico ilegal de espécies, o seu consumo e o contato direto com os restos de animais selvagens expõe os seres humanos a vírus ou outros patogéneos que se hospedam nesses animais. 
 
  - A intensificação agrícola e pecuária causa destruição de habitat e perda de biodiversidade, sendo também um fator importante na disseminação de zoonoses. 

  - As alterações climáticas estão a ampliar as principais ameaças que afetam a biodiversidade e favorece a expansão de vírus e bactérias, facilitando o aparecimento em novas áreas onde podem transmitir doenças. 

Proteger a natureza é criar um escudo contra novas pandemias.
 
Na ANP|WWF, trabalhamos ativamente pela proteção de espécies e habitats. Com a tua contribuição, podemos fazer mais!